Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

 

Publicado em Março de 2008, em Espanha, pela Editorial Candaya, este livro sobre Roberto Bolaño trazia um DVD com um documentário sobre o autor. Roberto Cercano (Roberto de Perto, em português) realizado por Erik Haasnoot. Vale a pena ver esta primeira parte onde Lautaro, seu filho mais velho, lê um texto onde se fala de sonhos - uma dos temas mais perturbantes do 2666. E também o comentário de Enrique Vila-Matas depois do relato que  Bolaño faz dos efeitos de «La Asesina Ilustrada»: essa ideia de há livros que podem mudar para sempre a nossa relação com a literatura.



por 2666 às 00:15
link do post | comentar

Arquivo

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

todas as tags

«Um livro contra o esquecimento que, nas suas qualidades e nas suas imperfeições, é uma profissão de fé no poder da literatura.» Bruno Vieira Amaral
Subscrever por RSS